Tenho dor nas costas. Será hérnia de disco?

Tenho dor nas costas. Será hérnia de disco?
Boa parte da população brasileira possui dor nas costas, que já é considerada um grande problema de saúde pública em vários países do ocidente. A prevalência da dor nas costas é estimada em torno 70 a 80% durante a vida. Apesar de ser muito frequente, poucos são os diagnósticos precisos, tornando uma imensa dúvida, principalmente, quanto a possibilidade de uma hérnia de disco.

hernia-de-disco-dor-nas-costas

E, afinal, o que é hérnia de disco?
A coluna vertebral é composta por diversos ossos denominados vértebras. Entre essas há o disco intervetral, uma estrutura cartilaginosa, em forma de anel, elástico, cuja função é evitar o atrito entre uma vértebra e outra e amortecer o impacto. A saída da parte central desse disco, o núcleo pulposo, através de uma fissura é a dita hérnia de disco.

A extrusão do núcleo pulposo pode provocar uma compressão nas raízes nervosas correspondentes a hérnia de disco ou a protrusão. Esta compressão poderá causar os mais diversos sintomas.

Como ocorre a hérnia de disco?
Os discos intervertebrais sofrem um desgaste com o tempo e o uso repetitivo, facilitando a formação de hérnias de disco, ou seja, parte deles sai da posição normal e comprime as raízes nervosas que emergem da coluna. Além disso, muitos indivíduos apresentam predisposição genética e maus hábitos de vida. Esse problema é mais frequente nas regiões lombar e cervical, por serem áreas mais expostas ao movimento e que suportam mais carga.

O único sintoma de hérnia de disco é a dor nas costas?
O sintoma mais marcante é a dor nas costas intensa que pode ser incapacitante. Porém, os sintomas são diversos e estão associados à área em que foi comprimida a raiz nervosa, podendo, assim, serem irradiados para outras áreas. Pode haver parestesias (formigamentos) com ou sem dor; dor nas pernas e pés, braços, mãos e dedos; dormência nos membros. E, nos casos mais graves, pode haver perda de força nas pernas e incontinência urinária.

Diagnosticando a hérnia de disco
O diagnóstico pode ser clínico, através das características dos sintomas e resultado dos exames neurológicos. Além disso, a hérnia de disco pode ser visualizada em exames como Raio-X, tomografia e ressonância magnética, que ajudam a determinar o tamanho da lesão e em que exata região da coluna está localizada.

Os hábitos podem influenciar
Os hábitos de vida inadequados como alimentação irregular, o alcoolismo, tabagismo, e, principalmente, o sedentarismo podem gerar inúmeros problemas não só no metabolismo, mas como também na musculatura e ossos. Esses, dentre outros fatores, afetam as estruturas da coluna vertebral e podem levar a problemas posturais e dor intensa.

Alguns cuidados
Com tantos fatores influenciando na coluna, é necessário um cuidado com a saúde. A prática regular de exercícios físicos pode prevenir e tratar alguns problemas de coluna, evitando a dor nas costas. Além disso, deve-se controlar os hábitos posturais diariamente, principalmente no trabalho; alimentar-se bem e controlar o peso. Lembrando que é imprescindível o acompanhamento médico e fisioterapêutico para manutenção da saúde, com seguimento se uma patologia, como a hérnia de disco, já estiver instalada. Existem diversos tratamentos que já demonstraram excelentes resultados.

 

Conheça o tratamento para Hérnia de Disco do Instituto de Tratamento da Coluna Vertebral

Tratamento NÃO cirúrgico para
Hérnia de Disco e Dor Ciática

Conheça o Tratamento

Receba mais informações sobre Dor nas Costas
gratuitamente em seu e-mail.