Precisando de Ajude? Mande uma mensagem para nossos profissionais

Espaço da Coluna

Artigos

Mude de postura e adote os exercícios físicos o ano todo

Apesar deste outono ainda estar com cara (e temperatura) de verão, é certo que os dias frios estão por chegar. E, nesta época, as academias costumam perder boa parte de seus frequentadores. Afinal, a partir de agora os corpos ficam cobertos, e torna-se mais fácil esconder as gordurinhas e imperfeições, tão à mostra na beira da praia ou piscina.

E como fazer para não perder o pique e continuar malhando nos meses de frio? Segure firme! Há bons motivos para você não deixar o ânimo despencar e continuar mexendo o corpo, sem parar, até o próximo verão. Antes de desistir da academia e ficar na cama mais tempo nos dias frios, pense que fazer exercícios rotineiros faz bem para a saúde e para a alma. Ao suar a camisa, ocorre a liberação da endorfina, que é um hormônio que causa a sensação de bem-estar e prazer, liberando também a euforia. Depois de doses frequentes, o cérebro se habitua e passa a querer mais. Dessa forma, malhar deixa de ser uma obrigação e se torna um prazer. E você vai querer sempre mais. Por isso, deixe a preguiça de lado, pois, ao deixar de ir à academia, você poderá perder o condicionamento obtido.

– Isso depende do tempo que frequenta a academia. Se já estiver malhando regularmente há um ano ou mais, pode se dar ao luxo de faltar uma semana. Para quem está treinando há pouco tempo, a tendência é que os resultados obtidos se percam com mais facilidade – explica Almeris Armiliato, consultor de fitness e diretor da Linner Gestão de Pessoas.

Motivação além-verão
A estudante de Psicologia Ruth Meira Magalhães, 22 anos, é aluna aplicada na academia onde pratica musculação todos os dias, de segunda à sexta-feira, há quatro anos. Ela nem pensa em desistir nos meses de frio. Exercitar-se faz parte de sua rotina diária, e os resultados são visíveis: dona de um corpo perfeito, atrai olhares masculinos por onde passa. Mesmo assim, ela jura que pratica exercícios para manter a saúde.

O professor Leandro Moares, 26 anos, formou-se em Educação Física pela Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), e dá aulas em academias há cinco anos. Ele ressalta que há dois públicos diferentes em suas aulas. Os mais jovens preocupam-se principalmente com a estética. Os meninos querem ganhar massa muscular e as meninas definir o corpo e secar a barriguinha. Já a turma mais velha procura a academia em busca de melhorias na qualidade de vida.

– Estes são os mais fieis, permanecem na academia o ano inteiro, pois estão preocupoados com a saúde, e não apenas em melhorar o corpo para estar em forma no verão – finaliza.

Dedicação é palavra-chave

Melina Cauduro da Silva tem 20 anos e há dois anos não troca a academia por nada. Em uma semana são 15 horas de aula entre ginástica e musculação.

– Faço muitas aulas por dois motivos. Porque me sinto bem e o resultado vem mais rápido. As aulas são mais divertidas do que ficar na correndo na esteira.

Para garantir que a boa forma prejudique sua estrutura, Melina toma muitas cuidados.

– Uso sempre tênis adequados para exercícios de impacto, com amortecedores, visito o ortopedista para verificar joelhos, tornozelos e articulações, e não exagero, quando vejo que meu corpo não vai aguentar, não forço. Faço sempre os exercícios como são propostos pelos professores, cuidando para o movimento sair correto.

E a atividade física não faz bem apenas para o corpo da garota.

– Consegui um bom preparo físico, gosto mais do meu corpo atualmente, fiquei muito mais vaidosa, sem contar que é a minha forma de extravasar, com isso consigo eliminar o mau humor, a preguiça e esvazio a cabeça. Faço o possível para não faltar, mas quando não posso ir para a academia, além de sentir muita falta, fico chateada, e até com um pouquinho de culpa.

Exercícios em qualquer idade
Como manter a academia cheia todo o ano? A principal estratégia é o atendimento personalizado.

– Tentamos conscientizar o aluno da importância de realizar uma atividade física o ano inteiro, e não apenas no verão –, comenta Vera Maria Zaslavsky, professora de Educação Física e proprietária da Academia Atlas, de Florianópolis.

– Queremos que ele se sinta bem na academia, que funciona também como um ambiente socializador. É um ótimo ambiente para fazer novos amigos – comenta.

Ela confirma a tendência observada na maioria das academias brasileiras: no verão, as salas estão superlotadas. Chega março e boa parte dos alunos desiste dos exercícios.

– Procuramos mostrar aos alunos que não é só a estética que conta. A prática de exercícios ajuda a prevenir contra doenças cardiorrespiratórias, hipertensão, diabetes, obesidade e outras enfermidades – salienta.

A filha de Vera, Patrícia Zalavsky, é a responsável técnica pela academia, e está especializando-se em atendimento a um público diferenciado: terceira idade, cardíacos e portadores de outras doenças, como diabetes.

– Alimentação adequada e atividade física são a chave para uma vida mais saudável – avisa Patrícia.

A musculação aumenta a força e a resistência à fadiga. Sabe-se hoje que, aos 40 anos, começamos a ter um decréscimo na nossa massa muscular e força, afetando o equilíbrio e a resistência. Muitos estudos já comprovaram a eficácia da musculação não só para prevenir como também auxiliar no tratamento de dores e desvios na coluna, tendinites e bursites, osteoporose, reabilitação para traumatismos e cirurgias, por ser um exercício sem impacto.

O advogado Rafael Barbosa, 27 anos, pratica musculação há um ano. Tinha uma vida sedentária e, seguindo conselho médico, procurou a academia para melhorar a postura. E, claro, para dar uma melhorada no visual. Pelo jeito deu certo, pois foi lá que conheceu a namorada, também adepta dos exercícios físicos.

Alcione Faria, especialista em fisiologia do exercício, com oito anos de atividades, é professora da Companhia do Corpo Academia de Ginástica. A todo o momento está corrigindo a postura em um exercício ou estimulando o aluno a não desanimar. Mas como fazer para que o aluno não desista? Eis os conselhos da profissional:

  • Primeiro o aluno tem que se sentir parte da academia, confortável. Desta forma é mais fácil a academia fazer parte da vida do aluno.
  • Atenção com seus exames médicos. É importante fazer exames médicos primeiro e só depois procurar uma academia com profissionais formados em Educação Física.
  • Procure uma modalidade que lhe dê prazer. Assim, tudo fica mais fácil e os resultados tendem a aparecer.
  • Benefícios: além do bem-estar físico (disposição, força, resistência, agilidade e flexibilidade), o ambiente propicia um encontro de diversas pessoas (amizades tendem a acontecer). E num ambiente assim, os resultados vão aparecendo, sejam eles o emagrecimento, a definição muscular, o aumento de massa. O aluno vai se sentindo mais “bonito” e com vontade de dar continuidade aos treinos.
  • A academia não deve ser vista como supérflua, e sim como forma de cuidar da saúde.
  • O corpo precisa de tempo para se acostumar com a atividade física. A forma mais saudável é a gradativa e continuada de treino, e, de preferência, sem grandes sofrimentos.

Fonte: Clicrbs

Esta entrada foi publicada em Artigos e marcada com a tag , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Nosso conteúdo lhe ajudou?

indique ao google e compartilhe com seus amigos

Outros Artigos:

 

Os comentários estão encerrados.

Os textos mais lidos e “curtidos” em nosso site:

Quer mais

Conteúdos sobre fisioterapia são nossa especialidade. Leia sobre problemas na coluna vertebral, hérnia de disco, dicas e outros: