Lordose pode ser tratada?

lordose-tratamentoA coluna vertebral é formada por três tipos de curvas: cifóticas, lordóticas e escolióticas. As curvas cifóticas se referem à curva feita para fora da coluna torácica, enquanto as curvas lordóticas se referem à curva feita para dentro da coluna lombar ou cervical, bem acima das nádegas. Essas duas curvas são normais, exceto em graus aumentados. Já as curvas escolióticas são sempre anormais.

A lordose é caracterizada, portanto, por uma curvatura lordótica alterada, gerando a hipolordose (curvatura reduzida) ou a hiperlordose (curvatura acentuada). A segunda é a mais comum. Dentre as principais causas, podem ser identificadas alterações genéticas, contraturas e fraqueza muscular, especialmente, da musculatura abdominal e dos quadris.

A lordose pode surgir em todas as faixas etárias. Quando aparece na coluna lombar, o indivíduo tende a parecer excessivamente curvado nas costas, a região das nádegas é mais proeminente e a postura exagerada e pode haver presença de dor. Em alguns casos, a lordose pode afetar ainda o movimento.

Doenças que podem contribuir para o aparecimento da lordose

– Espondilolistese: uma vértebra escorrega para frente em relação a uma vértebra adjacente, e isso ocorre, geralmente, na própria coluna lombar.

– Obesidade: o indivíduo com sobrepeso pode se inclinar para trás, numa tentativa de melhorar o equilíbrio. O resultado é um impacto negativo na postura.

– Osteoporose: o distúrbio da densidade óssea pode causar a perda de força das vértebras e, por conseguinte, comprometer a integridade estrutural da própria coluna.

Tratamento para a lordose

Nem toda lordose precisa de algum tipo de tratamento, mas quando a curva é rígida – deixando as costas sem flexibilidade – há a necessidade de um tratamento eficaz e bem direcionado.

A RMA (Reconstrução Músculo-Articular) da Coluna Vertebral é um tratamento fisioterapêutico diferenciado que não faz uso de procedimentos cirúrgicos e que já foi aplicado em mais de 8.000 pacientes com sucesso. São utilizadas técnicas de Fisioterapia Manual, Mesa de Tração Eletrônica, Mesa de Flexão e Descompressão Dinâmica, Estabilização Vertebral e exercícios físicos de Musculação ou Pilates. A RMA da Coluna Vertebral foi desenvolvida pelo Instituto de Tratamento da Coluna Vertebral para solucionar problemas diversos que afetam a coluna, desenvolvendo a força e a flexibilidade do paciente.

Conheça as etapas do tratamento com RMA da Coluna Vertebral

Tratamento NÃO cirúrgico para
Hérnia de Disco e Dor Ciática

Conheça o Tratamento

Receba mais informações sobre Dor nas Costas
gratuitamente em seu e-mail.