Hérnia de Disco Lombar

 

Muitas pessoas só percebem a hérnia de disco lombar quando já estão em estágio avançado. Veja a importância do diagnóstico na fase inicial do problema e como ele pode ser tratado.

 

hernia-de-disco-lombarA dor nas costas está entre os tipos de desconfortos mais comuns entre a população. Atividades simples e rotineiras podem acabar comprometidas quando as dores nas costas começam a aparecer. Grande parte das pessoas costuma mascarar a dor com analgésicos, o que é um erro, pois na maioria das vezes o incômodo pode ser sintoma de doenças graves, como a hérnia de disco lombar.

 

Entendendo a coluna

Formando a coluna estão as articulações, compostas por vértebras e por discos intervertebrais que funcionam como verdadeiros amortecedores. Formado por um anel fibroso e um núcleo gelatinoso ou pulposo, cada disco (localizado entre as vértebras) consegue absorver os impactos sofridos pela coluna vertebral, além de viabilizar os movimentos de rotação e inclinação da coluna, mantendo a região estabilizada.

 

Como surge a hérnia de disco lombar

Se por diferentes fatores, as forças exercidas sobre o núcleo pulposo aumentarem, ocorrerá um rompimento do anel fibroso, o que vai acarretar no extravasamento do conteúdo gelatinoso do disco através de uma fissura na membrana, deslocando-o do centro para estruturas adjacentes. As raízes nervosas que passam pelo espaço intervertebral tendem a se comprimir, o que vai resultar nos sintomas característicos da hérnia de disco lombar:

– Dor na região lombar, normalmente associada à irradiação para os membros inferiores (às vezes até para o pé);

– Redução da força muscular e da sensibilidade desses membros inferiores;

– Formigamento ou dormência nas pernas;

– Incontinência urinária.

Quando os movimentos das articulações da coluna vertebral diminuem com o tempo e não são restabelecidos, começa um processo de degeneração que pode resultar na perca da flexibilidade. O espaço entre uma vértebra e outra (destinado aos nervos) logo começa a diminuir, o que pode comprometer o impulso nervoso.

A redução ou perca de movimentos pode ter uma série de causas:

– Desequilíbrio muscular;

– Envelhecimento;

– Obesidade;

– Alterações da postura;

– Traumas na coluna.

 

Prevenção da hérnia de disco lombar

A hereditariedade é sempre um fator relevante em boa parte das doenças, nesse contexto é de suma importância a manutenção de um programa de prevenção com foco, sobretudo, no alongamento e fortalecimento muscular, principalmente da região lombar. Cuidados com o posicionamento do corpo durante a execução de movimentos como levantar algum peso, devem ser tomados. A prática de atividades físicas leves que não têm impacto sobre a coluna também são excelentes para garantir o condicionamento muscular e evitar as possíveis dores.

 

Tratamento para a hérnia de disco lombar

Muitas pessoas só percebem a hérnia quando já estão em estágio avançado. Isso porque a dor pode ou não estar presente, e quando o paciente sente dores, raramente o problema ainda está no início.

Uma vez diagnosticada a hérnia de disco lombar, o paciente pode ser tratado com a RMA (Reconstrução Músculo Articular) da Coluna Vertebral, um programa fisioterapêutico que traz um novo conceito em reabilitação de problemas degenerativos da coluna vertebral. Surgiu da união de técnicas descompressivas da coluna, terapias manuais, estabilização vertebral e das demais articulações do corpo.

O tratamento visa melhorar o grau de mobilidade músculo-articular, diminuir a compressão no complexo disco vértebras e facetas, dando espaço para nervos e gânglios, fortalecer os músculos profundos e posturais da coluna vertebral através de exercícios terapêuticos específicos enfatizando o controle intersegmentar da coluna lombar, cervical, quadril e ombro.

Saiba mais sobre as etapas do tratamento

Outros tipos de patologias, também podem manifestar sintomas muito semelhantes aos da hérnia de disco lombar. Daí a importância de um exame detalhado e um diagnóstico preciso, para direcionar corretamente o tratamento.

 

 

Tratamento NÃO cirúrgico para
Hérnia de Disco e Dor Ciática

Conheça o Tratamento

Receba mais informações sobre Dor nas Costas
gratuitamente em seu e-mail.