Hérnia de Disco Extrusa: Causas, Sintomas e Tratamento.

 

hernia-de-disco-extrusaA Hérnia de Disco Extrusa pode ser caracterizada como uma lesão que acomete a coluna vertebral.

Os discos intervertebrais (entre as vértebras) da coluna vertebral são constituídos de material fibroso (anel externo) e gelatinoso (núcleo interno) que desempenham a função de “amortecedores” e ainda garantem a mobilidade que nos permite correr, girar o tronco e a cabeça, saltar, locomover, etc.

Como surge a Hérnia de Disco Extrusa

A hérnia de disco extrusa é uma consequência da ausência de tratamento adequado para uma hérnia de disco simples. Nesse caso, o ligamento longitudinal posterior já não consegue conter a pressão exercida pelo disco herniado e se rompe. Assim, ocorre a migração de parte do núcleo pulposo para o interior do canal vertebral, fazendo com que essa porção da hérnia de disco fique em contato direto com a medula, ocasionando a drástica compressão e consequente redução do espaço destinado a ela.

No caso da hérnia de disco extrusa, em virtude de alguns fatores como a má postura, a estrutura do disco pode sofrer um desgaste maior no anel fibroso que evoluirá para as fases de abaulamento, protrusão e rupturas das fibras do anel fibroso. Nesse tipo de distúrbio, o rompimento do anel fibroso é total e a instabilidade funcional é mais frequente. Trata-se de uma situação mais grave, pois pode acarretar sério estreitamento do canal medular.

Sintomas da Hérnia de Disco Extrusa

Naturalmente, os sintomas da hérnia de disco extrusa são relativamente mais severos se comparados aos sintomas da hérnia simples. Mas vale ressaltar que os sintomas são variáveis e pessoais.

Normalmente, as dores tendem a afetar a região comprometida da coluna ou o membro (braço ou perna) relacionado aos nervos afetados. Formigamentos intensos também podem ser observados bem como redução do tônus muscular associado ao local da hérnia de disco extrusa.

Tratamento para a Hérnia de Disco Extrusa

O ponto inicial é adotar cuidados básicos acerca do posicionamento do corpo ao realizar movimentos simples e de rotina, como levantar algum peso a partir do solo.

Sessões de fisioterapia podem atuar melhorando a dor e o condicionamento muscular. A RMA (Reconstrução Músculo-Articular) da Coluna Vertebral utiliza técnicas de Fisioterapia Manual, mesa de tração eletrônica, mesa de descompressão dinâmica, estabilização vertebral e exercícios de musculação ou Pilates. O método não-cirúrgico, desenvolvido no Brasil pelo ITC Vertebral, fortalece os músculos profundos e posturais da coluna vertebral através de exercícios terapêuticos específicos enfatizando o controle intersegmentar da coluna lombar, cervical, quadril e ombro.

Conheça todas as etapas do Tratamento para Hérnia de Disco Extrusa com RMA da Coluna Vertebral

Tratamento NÃO cirúrgico para
Hérnia de Disco e Dor Ciática

Conheça o Tratamento

Receba mais informações sobre Dor nas Costas
gratuitamente em seu e-mail.