Como o peso que você carrega todo dia influencia na sua saúde?

Quem nunca se arrastou pelas ruas carregando bolsas e sacolas? O Globo Repórter foi às ruas medir o peso das sacolas que as pessoas estão carregando.

Quem nunca se arrastou pelas ruas carregando bolsas e sacolas? O Globo Repórter foi às ruas medir o peso das sacolas que as pessoas estão carregando. A balança mostra o peso exato. Mas, no fim do dia, o fardo será muito maior. Você sabe como é sofrido caminhar, pegar ônibus, trem, levando tanto peso.

carregador-dor-nas-costas-globo-reporter

Se você também não sabe o que fazer com o peso de mochilas, bolsas e sacolas, preste atenção. Dicas de peso. A mais importante é: para cuidar da coluna, fortaleça sua barriga.

“Existe uma ligação desse musculo com os músculos pequenininhos. Então o importante é contrair, é murchar a partir de baixo da cicatriz umbilical. Então murcha a parte de baixo. Abaixo do umbigo. Esses pequenos músculos, lá de dentro da coluna são eles que protegem realmente a coluna vertebral. O nosso objetivo é fazer com que o máximo de pessoas saiba como contrair essa musculatura. Como proteger a coluna. Isso pode ser feito em casa, pode ser feito no trabalho, pode ser feito em qualquer momento”, afirmou Helder Montenegro, presidente da Associação Brasileira de Reabilitação de Coluna.

A equipe do doutor Hélder já distribuiu estas cartilhas em várias cidades.

“São exercícios excelentes tanto pra fortalecimento da postura quanto pra prevenção de dor nas costas”, disse um membro da equipe.

Você sabia que tem um jeito certo até para amarrar os tênis? “Sempre com a perna cruzada”, explicou.
Outro exercício bom, simples que pode fazer em casa numa cadeira é sentar e levantar.

“Sabendo do número de pessoas que já sofrem desse mal no Brasil, com hérnia de disco, são 5,5 milhões de pessoas. Então, olha aí que dica boa e fácil e barata. Pra que essas pessoas não tenham mais dor na coluna vertebral”, explicou Hélder.

Mas, cuidado. “Não adianta só exercício se a gente não se preocupa com a nossa postura no dia a dia”, disse um membro da equipe de Hélder.

E pra muita gente, a rotina é pesada demais.

Levar peso nas costas diariamente. Profissão: carregador. Estamos na Ceasa de Minas Gerais. Um estudo revelou que 71% dos carregadores reclamam de dor. Pra quem ganha a vida assim cuidar da coluna dá muito mais trabalho. É batata. Imagine carregar todas essas sacas. Dói só de olhar.

“Aqueles que mais procuravam o posto de saúde eram os carregadores. E as reclamações deles principais eram as reclamações de dores nas costas”, afirmou João Alberto Paixão Lages, presidente do Ceasa-MG.

Eles receberam as cartilhas. E estão aprendendo o jeito certo de carregar tanto peso.

“Foi o que me ajudou demais da conta foi a gente ter a orientação e passar a trabalhar corretamente nas apanha dos pesos”, disse José Dias Neto, presidente da Associação dos Carregadores do Ceasa de Minas.

“O senhor carregou aí 10 sacos de 50 quilos cada um. Como é que está a sua coluna agora?”, perguntou a repórter.

“Está ótima, maravilhosamente bem. Tem dificuldade ainda de apanhar os peso, mas isso aí também pesa nas costas a idade da gente”, respondeu José Dias Neto.

Difícil mesmo é convencer o pessoal a mudar a maneira de trabalhar.

“Sem colocar no ombro, próximo ao peito. E sem flexionar muito a coluna. Eles têm uma rotina de trabalho muito rápida e com uma demanda muito grande, então eles não se preocupam com essas orientações posturais”, explicou João Alberto Paixão Lages.

Kleber Alves de Lima trabalha aqui há dez anos.

“Você carrega e descarrega quantos carrinhos por dia?”, perguntou a repórter.

“Entre 10 e 15 carrinhos por dia. Varia de 400 a 1000 quilos cada carrinho”, contou João Alberto.
As dicas da cartilha foram fundamentais. Mas tem que ter fôlego. Kléber treina muito pra isso. Ele corre na lagoa da Pampulha, em Belo Horizonte, seis vezes por semana.

“O Kleber já passou por um treinamento na Ceasa, e esses exercícios agora Kleber?”, perguntou Tatiana.

“Isso que estou aprendendo hoje vai servir muito pro meu dia a dia. Antes eu tinha muitas dores, passei a fazer os exercícios. Com essas dicas do doutor, com certeza vou melhorar ainda mais a minha postura. Vou ganhar em qualidade de vida”, afirmou Kléber.

Fonte: G1

Tratamento NÃO cirúrgico para
Hérnia de Disco e Dor Ciática

Conheça o Tratamento

Receba mais informações sobre Dor nas Costas
gratuitamente em seu e-mail.